O cara que mudou a cara

Falando em inspiração para o surgimento desse site,  a palestra do TEDx “A nova cara da terceira idade”, realizado em Florianópolis, com o publicitário Max Petrucci, foi uma delas. É muito engraçado quando ele conta do tapa na cara que levou quando viu o livro “Growing Old is not for Sissies”, que traz fotos de pessoas de até bem mais do que 60 anos surfando, praticando esportes radicais, enfrentando com disposição os desafios da vida. Nessa época ele estava se sentindo velho. E ainda estava na faixa dos 30.

                Ícone atual da terceira idade 

Coincidência ou não, veja como são as coisas, um pouco depois disso, caiu no colo dele o briefing de um trabalho publicitário voltado para pessoas da terceira idade. Esse briefing deu origem ao projeto que mudou o símbolo dos idosos. Lembra como era? Não vale a pena. Era um velhinho curvado, caminhando apoiado em uma bengala. Conforme o Max Petrucci fala nesse TEDx, a bengala simboliza tudo de ruim associado, ainda hoje, a ser idoso no Brasil.

O mais interessante é a mudança de visão do publicitário de Max Petrucci sobre o envelhecimento. A publicidade é uma das atividades mais preconceituosas com esse assunto. Fora algumas marcas corajosas, que não têm medo de pensar e assumir posições diferentes, ou que simplesmente já se deram conta do potencial desse público, a maioria simplesmente nega o assunto. Não quer associar  sua imagem a alguém com rugas. Como se a partir de certa idade, as pessoas não tivessem mais opinião, desejos de consumo ou de qualquer outra natureza.

Assista ao TEDx no link da coluna ali ao lado, saiba mais e comemore com o SessenTeen, o fato do velhinho de bengala não ser mais a figura que representa as pessoas que completam 60 anos no Brasil.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *